Entrar



Categories » ‘meio ambiente’

Retornando!!

maio 2nd, 2015 by

De volta no blog, agora com novidades e notícias de todas as áreas!!

Pra começar, esse belo vídeo de mergulhadores ajudando uma raia manta que estava com pedaços de fios de pesca presos.

 

Sea of Love

novembro 18th, 2013 by
O australiano Pawel Achtel é um cinegrafista subaquático com mais de 15 anos de experiência. Nos últimos tempos, ele desenvolveu uma caixa estanque que ganhou prêmios por revolucionar esse tipo de filmagem, permitindo um controle melhor do equipamento, captações em 3D e maior facilidade para se aproximar de seres marinhos.
“Escondido sob as ondas, encontra-se um mundo de romance inesperado e devoção extraordinária”, escreveu ele em seu site. Atualmente trabalhando no novo filme, Sea of Love, Pawel reúne as melhores tomadas 3D de um romântico espetáculo submerso.
“Muitas vezes ignoramos a presença do amor que existe na vida dos animais marinhos, seja dentro de suas famílias ou em comunidades”, diz Pawel, que em seu filme vai explorar desde a amizade entre as baleias jubarte até a relação amorosa entre peixes e seres que nem sabíamos da existência.
Divirta-se a seguir com um teaser de Sea of Love — e perceba o sincronismo entre o áudio original e a trilha sonora.  (Clique aqui para ver a versão 3D)

Sea of Love 3D IMAX film teaser from Pawel Achtel on Vimeo.

This is a 2D (left eye) from 3D teaser (https://vimeo.com/75123447) for Sea of Love 3D IMAX film, which is currently in development.

The entire footage was shot with two 3Deep housings that won the top international award for innovation earlier this year in the USA.

Up until now, capturing cinema-quality images underwater, especially in 3D, has meant large, cumbersome and expensive equipment, large camera crews, and images dramatically degraded by the underwater optics available. It’s made it almost impossible for film-makers to get close to the very creatures they’re trying to film. And it’s never been possible to capture images that match the quality you can get above water.

Our inventions change all that. Instead of following the tradition of using large glass plates or domes in front of lenses designed for use on land, Achtel has adapted the latest digital cameras and used lenses designed specially for the very different optical conditions underwater. As a result, for the first time ever, the images from our camera systems produce pin-sharp, undistorted images suitable for the biggest cinema screens in the world.

Unique custom optical filtering was applied to achieve improved water clarity as well as better blue colour definition.

The teaser was conformed, 3D aligned, colour matched and graded at Sound Firm in Sydney (at Fox Studios) using the first 4k Mistika system in Australia.

Enjoy!

Fonte: Go Outside

Observação de baleias proibida em SC

julho 14th, 2013 by

Tribunal Regional Federal da 4º Região mantém a suspensão do Turismo de Observação de Baleias Francas no litoral de Santa Catarina.

5 JULHO 2013

Considerando a preservação das baleias franca a finalidade preponderante da Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (APA), o Tribunal Regional Federal 4ª Região confirmou, nesta terça feira (02/06), a suspensão do Turismo de Observação de Baleias determinado pela Justiça Federal de Laguna em maio. Na ação civil pública movida pelo Instituto Sea Shepherd Brasil (ISSB) em 2012 contra o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) ficou comprovado que não existem estudos sobre a viabilidade ambiental da atividade, mesmo que a APA tenha sido fundada há treze anos.

“(…) a preocupação em não só estimular a educação ambiental, como menciona o ICMBio, e em proteger a atividade econômica dos trabalhadores que dela dependem mas, principalmente, a necessidade de se preservar a espécie em unidade de conservação em que é imprescindível o devido licenciamento ambiental. As fotos juntadas pelo peticionante ISSB demonstram que a ação antrópica pode colocar em risco a reprodução dos cetáceos”, fundamenta o Desembargador Federal Fernando Quadros da Silva na decisão que negou o pedido de retorno da atividade pelo ICMBio.

As baleias franca constam no Livro Vermelho das Espécies Ameaçadas de Extinção do IBAMA, sendo esta a condição mundial desses cetáceos o que levou diversos países a proibirem a utilização de barcos para a sua observação. Dois fatores justificam essa proibição, a espécie possui o hábito de permanecer a menos de 20 metros da faixa terrestre, e procuram as enseadas para constituir seus berçários, tornando-se mais vulneráveis ao molestamento.

“Eu não imaginava outra decisão do Tribunal. Desde o momento em que o ICMBio admitiu na ação judicial de que não existem estudos sobre essa atividade que gera impactos direitos nas baleias franca que a situação não se alterou, mesmo que a APA siga afirmando que eles existem”, comenta a advogada do ISSB Renata Fortes, e conclui “A necessidade de análise da viabilidade não parte de uma exigência do ISSB, mas do cumprimento da legislação e, para quem realmente se importa com as baleias, exigir o esclarecimento dos impactos é uma questão de coerência. Antes de serem consideradas recursos financeiros, as baleias são seres vivos.”

“O Poder Judiciário está atento às causas ambientais e a decisão vem corroborar a crescente preocupação na proteção do meio ambiente, um direito de todos. Neste caso específico, a alegação de prejuízos econômicos não pode se sobrepor a preservação de uma espécie ameaçada de extinção, principalmente, pela possibilidade da realização do turismo de avistamento de baleias franca por terra, em vários pontos da região, bem como a execução de monitoramento aéreo e também terrestre, para fins de censo de identificação visual” – pondera Luiz André Albuquerque, coordenador jurídico do ISSB.

 

Fonte: Sea Shepherd

Como a pesca e as gaivotas estão ameaçando as baleias

junho 17th, 2013 by

Tsunami nas Ilhas Salomão

fevereiro 6th, 2013 by

O jornal espanhol El Mundo publicou um vídeo da chegada do tsunami nas Ilhas Salomão.

Assista clicando no logo:

.

*Eu acho que esse vídeo é do tsunami do Japão…

Cardumes

janeiro 31st, 2013 by

.

Um cardume é o substantivo coletivo que designa um grupo de peixes, normalmente da mesma espécie e do mesmo grupo etário, que nadam como se fossem um único indivíduo.

.
Este tipo de comportamento, muito comum nos peixes pelágicos, pode considerar-se uma adaptação evolutiva, uma vez que traz muitas vantagens para a espécie. Em primeiro lugar, permite que um maior número de indivíduos se mantenha numa região com melhores condições de vida, em termos de temperatura ou alimentação; ou que um maior número de peixes alcance uma região com essas características.

Por outro lado, assegura que, na época da reprodução, um maior número de óvulos seja fecundado, uma vez que os peixes pelágicos normalmente realizam a fecundação externa.

Fonte: Wikipédia

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Golfinho pede ajuda a mergulhador

janeiro 24th, 2013 by

Aconteceu no Hawaii, um golfinho pede ajuda a um mergulhador para retirar linha e anzol que estavam presos em sua nadadeira.

Tubarão

janeiro 21st, 2013 by

.

Tubarão ou cação é o nome dado vulgarmente aos peixes de esqueleto cartilaginoso e um corpo hidrodinâmico (com exceção dos Squatiniformes, Hexanchiformes e Orectolobiformes) pertencente à super ordem Selachimorpha. Os primeiros tubarões conhecidos viveram há aproximadamente 400 milhões de anos.

Atualmente os tubarões se diversificaram em aproximadamente 375 espécies (no Brasil são conhecidas 88), variando em tamanho desde o menor, o tubarão-lanterna anão, Etmopterus perryi, uma espécie de apenas 17 centímetros de comprimento, ao tubarão-baleia, Rhincodon typus, o maior, que atinge cerca de 12 metros e que se alimenta por filtragem apenas de plâncton, lulas e pequenos peixes. Os tubarões são encontrados em todos os mares e são comuns em profundidades até 2000 metros.

.

Geralmente não vivem em água doce, com algumas exceções, como o tubarão-cabeça-chata e o tubarão de água doce que podem viver tanto em água salgada ou água doce. Respiram através de cinco ou sete fendasbranquiais e possuem uma cobertura de escamas placoides, que protegem sua pele dos danos e dos parasitas, e melhoram a sua hidrodinâmica, permitindo que o tubarão se mova mais rápido. Eles também possuem vários conjuntos de dentes substituíveis.

As espécies mais conhecidas, como o tubarão-branco, o tubarão-tigre, o tubarão-azul, o tubarão-mako e o tubarão-martelo são superpredadores, no topo da cadeia alimentar subaquática. No entanto, sua sobrevivência está sob séria ameaça por causa da pesca e outras atividades humanas.

.

.

Fonte: Wikipédia – para ver o artigo completo, clique AQUI:

.

Seis orcas são avistadas no litoral de Santa Catarina

setembro 21st, 2012 by

Animais estavam a 800 metros da costa, o maior tinha cerca de cinco metros

.

As orcas foram vistas por cerca de sete minutos a 800 metros da costa na praia da Guarda do Embaú

Foto: Leonardo Peters / Especial

.

Cerca de seis orcas foram avistadas a 800 metros da costa na praia da Guarda do Embaú, em Palhoça, na manhã desta sexta-feira. Os animais, conhecidos popularmente no cinema como “baleias-assassinas”, são na verdade da família dos golfinhos e raramente são avistadas tão próximas da praia. Elas são predadoras e podem se alimentar de filhotes de baleia franca, abundantes nessa época em Santa Catarina.

A visita dessa sexta-feira foi rápida. Segundo o fotógrafo Leonardo Pinto Peters, que trabalha com observação de baleias, elas foram vistas por sete minutos. No grupo, estariam um macho, uma fêmea e seus filhotes.

.

Foto: Leonardo Peters

.

— Foi muito rápido, logo elas sumiram no oceano. A fêmea era grande, devia ter uns cinco metros— diz.

Neste ano é a segunda vez que as orcas passam por Santa Catarina. Em fevereiro, pelo menos oito orcas foram avistadas no entre o litoral de Bombinhas e a Ilha do Arvoredo.

— Não há um período certo para ela passar e também não há relação com o período das baleias-francas, elas não estão vindo ao Estado para se alimentar destes filhotes, estão em um ciclo natural da espécie— explica a oceanógrafa e analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Luciana Moreira.

Recorde de baleias-francas em julho

De acordo com relatório do ICMBio, a temporada de baleias-francas 2012 está sendo comemorada pelos pesquisadores. Desde julho, início da temporada, já foram avistadas 107.

— Estamos muitos felizes com essa temporada, o primeiro mês surpreendeu com 103 avistagens — diz Karina Groch, diretora de pesquisa do Projeto Baleia Franca.

Aline Rebequi
Fonte: ClicRBS

Viva a emoção de ver uma baleia de perto

agosto 28th, 2012 by

É um passeio imperdível! Já fiz uma vez e devo ir novamente nessa temporada!

.