Entrar



Archive for maio, 2010

Lagoa do Peri pode ficar salgada

maio 27th, 2010 by

Com a ressaca e com a previsão de uma maré muito alta (amanhã, 27/05 as 14:00) poderá ocorrer a entrada de água do mar na Lagoa do Peri.

O mar já está perto de alcançar o Rio Sangradouro, e consequentemente a lagoa. Caso isso aconteça, a distribuição de água pode ficar comprometida, pois a CASAN capta ali água que serve o sul e leste da Ilha de Santa Catarina.

Mancha de óleo surge em praia de Imbituba

maio 26th, 2010 by

Navio pode ter despejado o produto no mar após operação de limpeza

O surgimento de uma mancha de óleo com cerca de 500 metros de extensão nas areias da praia de Itapirubá, em Imbituba, no Sul de Santa Catarina, assustou vários moradores do balneário. Segundo órgãos ambientais a origem da mancha pode ter várias causas, mas é provável que seja resultado da limpeza de algum navio que passou pela região.

Os primeiros sinais da mancha começaram a surgir por volta das 16h desta quarta-feira na parte Norte de Itapirubá. Em menos de 30 minutos boa parte da faixa de areia ficou toda suja pelo óleo.

— Saí de casa para caminhar pela praia e notei que a água estava escura. Achei estranho, pois aqui não há lançamento de esgoto no mar e em pouco tempo vi que era mesmo óleo — conta o geógrafo Raphael Ghedin Schambeck.

De acordo com a chefe da Área de Preservação Ambiental (APA) da Baleia Franca, Maria Elizabete Carvalho da Rocha, é possível que o óleo tenha sido descartado por algum navio após uma operação de limpeza.

— É o que chamamos de limpeza de lastro e todo óleo acaba lançado no mar. É um crime ambiental que gera multas pesadas, mas que infelizmente ocorre com alguma frequência no Litoral — informa Maria Elizabete.

O comandante da Polícia Ambiental de Laguna, major Jefer Francisco Fernandes, disse que vai averiguar a situação nesta quinta-feira. Segundo ele, se ainda houver vestígios de óleo em alto mar, as chances de descobrir a origem da mancha são boas.

Por Marcelo Becker | marcelo.becker@diario.com.br

ClicRBS

E justamente quando as baleias estão a caminho para a temporada de reprodução. Parece que os navios não tem medo da fiscalização e continuam com essa prática em nosso litoral.

Obras para conter o mar na praia da Armação, em Florianópolis, devem começar nesta quinta

maio 26th, 2010 by

Secretaria de Obras pretende construir barreiras com pedras de quase duas toneladas

A prefeitura de Florianópolis promete para esta quinta-feira o início das obras emergenciais de contenção na praia da Armação do Pântano do Sul, no Sul da Ilha de Santa Catarina.

Após dias de ressacas e cerca de 12 casas derrubadas pela força da água, a procuradora da República Analúcia Hartmann, o presidente da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Murilo Flores, e o superintendente do Ibama em Santa Catarina, Kléber Isaac Silva de Souza, reuniram-se nesta quarta-feira com o prefeito Dário Berger e o secretário de obras, José Nilton Alexandre, para ir ao local e verificar a situação da região.

A procuradora da República deve redigir um termo de acordo para agilizar as licenças ambientais. Assim que o licenciamento for liberado — a expectativa é que esteja pronto na manhã desta quinta-feira — começa a construção das barreiras.

— A situação é gravíssima. Diversas residências estão ameçadas ou já foram derrubadas. Vamos trabalhar com um medida emergencial para conter o avanço do mar — avalia o secretário de Obras.

Como os sacos de areia colocados pelo Exército e Marinha no último sábado não foram suficientes, serão construidas barreiras de pedras com quase duas toneladas.

DIARIO.COM.BR

Mais fotos da destruição aqui

De acordo com o blog do Moacir Pereira, 10 milhões de reais devem ser liberados pelo governo federal em regime de urgência para obras na Armação do Pântano do Sul, cujos estragos provocados pelas ressacas são muito piores do que os noticiados, inclusive com o risco de sanilização das águas da Lagoa do Peri, que abastece  a população do sul da Ilha.

Piloto de lancha que afundou no DF é indiciado pela polícia

maio 26th, 2010 by

A Polícia Civil indiciou José da Rocha Costa Júnior, piloto da lancha que afundou no lago Paranoá, em Brasília, na madrugada de sábado, matando duas jovens, por duplo homicídio culposo, segundo informou o delegado adjunto do 9º DP, Vicente Paranaíba, nesta quarta-feira.

De acordo com o delegado, em depoimento à polícia o condutor da embarcação e os demais sobreviventes confirmaram a superlotação e o consumo de bebida alcoólica na noite do acidente. “O condutor fez um teste no hospital por volta das 7h (quatro horas após o acidente) e foi constatado o consumo de bebida alcoólica”, disse.

O piloto teria ainda negligenciado a capacidade máxima da lancha, que comportava seis pessoas, e permitiu que 10 subissem na embarcação, “além de não orientar os passageiros sobre o uso de coletes salva-vidas”, afirmou o delegado.

O piloto já foi ouvido pela polícia no dia do acidente, mas deve ser intimado para a notificação sobre o indiciamento e para ser interrogado. Também já foram solicitados laudos sobre o acidente e sobre as condições da embarcação.

As jovens, uma de 18 e outra de 21 anos, desapareceram após uma lancha com 10 pessoas afundar por volta das 4h45 de sábado. Seus corpos foram encontrados pelo Corpo de Bombeiros na terça.

Fonte: terra.com.br

O Sol

maio 25th, 2010 by

Uma bela imagem da Baía Norte da Ilha de Santa Catarina, depois de tanta chuva finalmente um dia de sol…

Trapiche da Beira-Mar, ao fundo a Ponta do Leal e mais ao fundo Biguaçú

Petróleo atinge costa da Louisiana

maio 25th, 2010 by


Mais de um mês após a explosão inicial e o afundamento da sonda Deepwater Horizon, o petróleo continua a fluir lentamente para o Golfo do México, e manchas de óleo têm atingido os pântanos da Louisiana. De acordo com o governador Bobby Jindal, mais de 65 milhas da costa da Louisiana já foram atingidas.
Bobby Jindal disse que na quarta-feira eles vão tentar usar lama pesada e cimento para “tapar o vazamento”, uma manobra chamada de top kill, que representa a maior esperança de parar o óleo, depois de várias tentativas fracassadas.
Com base em estimativas, pelo menos 6 milhões de litros de óleo cru foram lançados no Golfo até agora – embora alguns cientistas disseram acreditar que o vazamento já supera os 11 milhões de litros do Exxon Valdez (1989), na costa do Alaska, tida como a pior da história dos EUA.
Fonte: Boston.com
Mais fotos: The Big Picture

Acidente com veleiro mata casal em praia de São Francisco

maio 25th, 2010 by

Um casal morreu em um acidente de barco neste domingo depois da embarcação se chocar contra as rochas de uma praia em San Francisco, nos Estados Unidos, segundo informações divulgadas pela agência AP nesta segunda.

Jeffrey Easterling, 59 anos, e sua mulher Beth, haviam saído com o veleiro para um passeio de fim de semana quando ocorreu o acidente, nas águas próximas ao famoso restaurante Cliff House.

As autoridades ainda estão investigando o caso e não sabem informar as causas do acidente. A filha do casal, Gina Ortolan, disse que os pais já tinham experiência em navegação e iriam fazer uma longa viagem para o Cabo no próximo ano. (terra)

Mais informações:

http://www.insidebayarea.com/top-stories/ci_15151943

Moradores de Florianópolis protestam para pedir agilidade em obras de contenção do mar

maio 25th, 2010 by

Casa em área de risco foi demolida na praia da Armação do Pântano do Sul, nesta segunda-feira.

Moradores de Florianópolis fizeram uma manifestação nesta segunda-feira, em frente à  Assembleia Legislativa, para pedir aos deputados estaduais que agilizem o repasse de recursos para as obras de contenção de ressacas.

Uma casa de dois andares em área de risco foi demolida na praia da Armação do Pântano do Sul, em Florianópolis. Exército e Marinha estão trabalhando no Sul da Ilha de Santa Catarina, uma das regiões mais prejudicadas, para formar barreiras com sacos de areia.

As constantes ressacas têm causado prejuízos na costa catarinense desde o início de março.

Residências e estabelecimentos comerciais estão ameaçadas ou já foram derrubadas pela força da água na Barra da Lagoa, na Capital.

O mar agitado continua arrastando embarcações e destruindo casas nos balneários do Litoral Norte.

De acordo com especialistas, foram registradas mais ressacas nos últimos meses, o que está relacionado com as mudanças climáticas. O encontro do ar quente com o ar frio forma os centros de baixa pressão, os ciclones, que trazem chuva e tornam o mar mais agitado.

— Normalmente, a maior parte do ciclones passam afastados da costa, trazendo a influência para alto mar. Os últimos ciclones têm passado no continente— segundo o meteorologista Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia.

Marés altas

Outro fenômero que também deixa os moradores em alerta é a maré alta, que sofre influência da lua. Segundo o professor Adolfo Stotz Neto, presidente do Grupo de Estudos Astronômicos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), os incidentes dos últimos dias não estão relacionados às marés astronômicas, mas há a previsão de uma grande maré na próxima lua cheia, nesta quinta-feira, dia 27.

ClicRBS


Praia da Armação – a população observa o avanço do mar junto a mureta do estacionamento principal

A força do mar em Santa Catarina

maio 23rd, 2010 by

O mar vem mostrando sua força nas últimas semanas na Ilha de Santa Catarina, principalmente nas praias do leste e sul da ilha.

A Marinha não recomenda a navegação de pequenas e médias embarcações.

Na praia da Armação várias casas foram danificadas pelas ondas causadas pela forte ressaca. A faixa de areia praticamente desapareceu, e não parece que vai melhorar tão cedo.

Morro das Pedras

Praia da Armação

Praia da Armação

Praia da Armação

Praia da Armação – os moradores tentam a todo custo impedir o avanço do mar, com pedras e sacos de areia

Praia da Armação – as varandas das casas estão desabando, e várias já estão condenadas

Praia da Armação – pela quantidade de pedras dá pra perceber o desespero dos moradores

Praia do Matadeiro – as ondas continuam fortes

Praia do Matadeiro – pelo menos os surfistas estão gostando

Praia do Matadeiro – muitos surfistas na água

Tecnologia desenvolvida por Kevin Costner pode atenuar vazamento de óleo

maio 21st, 2010 by

O ator Kevin Costner tem uma solução para conter os prejuízos causados pelo vazamento de óleo no Golfo do México. Ele alugará à British Petroleum (BP) máquinas centrífugas com tecnologia desenvolvida por ele e por um grupo de cientistas, que separam o petróleo da água. O próprio ator, ecologista e pescador nas horas vagas, viajou para Nova Orleans para apresentar a invenção e para propor seu uso para salvar o delicado ecossistema e, sobretudo, evitar outro desastre da magnitude do derramamento provocado em março de 1989 pelo petroleiro Exxon Valdez, no Alasca.

Foi essa tragédia ecológica que motivou o ator a investir em tecnologia que pudesse atenuar os efeitos de outro acidente similar. O Exxon Valdez derramou 37 mil toneladas de petróleo. Preocupado com o impacto no ecossistema do acidente do petroleiro no Alasca, Costner comprou tecnologia incipiente do governo americano em 1995 e investiu US$ 24 milhões de seu próprio dinheiro para desenvolvê-la para o setor privado. “Kevin viu o derramamento do Exxon Valdez e, como pescador e ecologista, não acreditou que não tivéssemos uma tecnologia separadora do petróleo da água”, disse John Houghtaling, advogado e parceiro do ator na empresa Ocean Therapy Solutions, da qual é diretor-geral e que desenvolveu a tecnologia. O irmão do ator, Dan, é um dos cientistas envolvidos no projeto e acompanhou Costner e Houghtaling a Nova Orleans, onde o ator disse estar “triste” por causa do derramamento, provocado pelo afundamento da plataforma Deepwater Horizon, operada pela BP, há exatamente um mês. O diretor-geral de operações da companhia, Doug Suttles, assegurou que a BP autorizou o uso de seis das 32 máquinas da Ocean Therapy Solutions, para testes. Os equipamentos são capazes de purificar 97% da água contaminada e Houghtaling explicou à imprensa que a empresa está trabalhando para desenvolver tecnologia para conseguir separar os 3% restantes. As máquinas, segundo Costner — estão preparadas para serem utilizadas e resolverem problemas.

Fonte: Vide VERSUS