Entrar



Archive for outubro, 2010

Caveira de Burro na Terra do Já Teve

outubro 31st, 2010 by

Vi lá no blog do Programa Náutica e Cia.

.
.
Esta história que acompanhamos, da instalação de um mega empreendimento aqui pelas nossas bandas, já está rolando há um tempão.

No início falavam em um investimento de 45 milhões. Logo em seguida a informação foi desmentida alertando para o fato de que o número correto seria de 13 milhões, mas vazou para a imprensa o 45 por influência das aves de alta plumagem, que do alto das suas samambaias não mexeram um bico para mudar o panorama e manter por aqui a possibilidade de mais emprego, renda e desenvolvimento para um Estado que “já teve” algumas coisas e que as acabou perdendo por incompetências políticas hereditárias.

Outra informação que foi prontamente desmentida foi o tempo previsto para o início das obras. A princípio, era para ser de 45 meses, mas tudo isto foi antes das autoridades se manifestarem garantindo que em 13 meses o assunto estaria resolvido.

Como a área de instalação é muito próxima a uma reserva indígena, a FUNDAI – Fundação de Dementes para o Atraso dos Índios, se mobilizou para ser incluída no processo de decisão, alegando a ancestrabilidade do sub-solo, mobilização esta prontamente acolhida pelas ONGs – Organizações Nebulosamente Gananciosas, comandadas por um canadense que é procurado pela Justiça em oito paises por atos de sabotagem naval e pirataria.

Quando as famílias locais, confinadas na galeria da baixa renda e da falta de empregos achavam que o impasse jurisdicional estava resolvido e que eles em breve iriam ter um empreguinho melhor com mais dinheirinho no bolso, deu-se início a uma discussão quanto aos impactos ambientais a serem mitigados pela instalação do empreendimento.

Só esta discussão que os técnicos deram o nome de “Eiamurrinha” durou uma eternidade, uma vez que ninguém conseguia se entender quanto ao tal conflito de competências: Os “Ecocarimbadores” diziam que a competência era de uma tal de FUDEMO, enquanto os “Ecopolíticos” diziam que quem deveria ter a palavra final era uma mulher de nome “Fátima”, declaração que foi visceralmente repudiada pelas “Eco-autoridades” supremas que gritaram: “Ih, bamo” parar com esta discussão pois quem decide “ é nóis”, afinal de contas, nunca na história deste país “nóis mandemo” tanto quanto estamos mandando agora”.

Frente a esta confusão toda, os desempregados e desesperançosos locais decidiram recorrer à Justiça que, como não queria ficar mal com ninguém, transferiu o pepino para o MMP, o Meu Mistério Público, que propôs a realização de várias Audiências Públicas onde todo mundo falava e ninguém se entendia. Meses após estas intermináveis sessões na Igreja, na Universidade, no Centro Comunitário, na Praça, no Sindicato, no Petry e até mesmo no Bar da Zilda, o tal do MMP propôs um treco chamado TAC, abreviação de “Termo de Ajuntamento de Contradições.”

Como ninguém conseguia entender o que estabelecia este documento, as famílias acabaram se rebelando, fazendo barricadas na BR 101 e tomando de assalto os caminhões com o lixo das 22 cidades que estavam indo para o Inferninho. Capitaneados pelo meu amigo Alencar Morfim, com touca e capacete de motoqueiro, e metranca de guerrilheiro em punho, despejaram o belo “cheirume” na frente das mansões de Jurerê Internacional e Daniela, na Praça XV de Novembro em Florianópolis e no piso superior do Shopping Itaguaçu, em São José.

O dono da grana, pressionado pelos investidores internacionais “ arrenegou-se” e levou as suas malas e cuias para o Rio de Janeiro, que tem um governador que não é bobo nem nada, deixando os tolos dos catarinenses chupando um dedo e bicando, como os tucanos, uma banana podre.

Depois disso o Estado jamais conseguiu trazer para cá nenhuma merreca de investimento, nem mesmo de meros 3 bilhões de reais, nem mesmo para empregar apenas 10 mil pescadores e maricultores famintos, uma vez que o esgoto residencial sem tratamento jogado na Baia Norte pelos ricaços de Jurerê e a pesca predatória de arrasto praticada em toda a Baia Norte matou todo o restinho de camarão e peixe que ainda tinha disponível. Ah, e os golfinhos comeram toda a porcaria das ostras e mariscos das horrorosas fazendas flutuantes que poluem o visual e impedem a navegação na segunda melhor paisagem náutica do mundo.

E o povo da cidade teve que se contentar em perder uma onda de desenvolvimento sustentável capaz de duplicar em um ano a sua arrecadação de impostos, de crescer 50 anos em apenas poucos meses, de garantir emprego, renda e infra-estrutura social para todos, tudo por que “nunca antes na história deste país” tão poucos (uma minoria ecoxiita aloprada e imbecíl) ficou devendo a tantos (a população economicamente ativa de um Estado inteiro, estimada em mais de 4 milhões de pessoas).

Essa é uma história de ficção e qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas, ou suas instituições, é uma mera e lamentável coincidência.

Crônica de Luiz  Lunardelli

Tempestades no Sul do Brasil e no Uruguai/Argentina

outubro 30th, 2010 by

O site da Metsul está alertando para a possibilidade de tempestades e ventos muito fortes para o sul do país e costa do Uruguai, local de destino de muitos brasileiros nesse feriado.

Para saber mais acesse AQUI.

O maior transatlântico do mundo

outubro 30th, 2010 by

Produzido pelo estaleiro STX Finland, o transatlântico The Allure of the Seas partiu hoje do porto de Turku, na Finlândia. O segundo de dois navios de cruzeiro que são os maiores do mundo partiu nesta sexta e deve chegar na Flórida nas próximas semanas. O Allure of the Seas, com 16 decks para passageiros, tem 2,7 mil cabines que permitem acomodar 6,3 mil passageiros e 2 mil tripulantes. Ele foi entregue no dia anterior para a Royal Caribbean Cruise Lines.

Transatlântico Allure of the Seas (Foto Roni Lehti, Lehtikuva/AP)

Fonte: ClicRBS

Alguns dados do navio:

Tonelagem bruta: 220,000t
Cabines: 2,700
Decks: 16 superiores
Comprimento: 1,187 pés
Largura máxima: 184.40 pés
Calado: 30 pés
Velocidade de cruzeiro: 22 nós



Ibama confirma que mancha em praias de São Francisco são algas

outubro 29th, 2010 by

Mau cheiro é do óleo que as algas liberam para flutuar

Técnicos do Ibama fizeram dois sobrevoos pelas praias de São Francisco do Sul nesta sexta, um de manhã e outro à tarde. Após recolher amostras, foi constatado que a mancha mal cheirosa que é encontrada em praias da região são algas filamentosas, de coloração avermelhada.

Pesquisadores da Univille e da secretaria do meio ambiente de São Francisco do Sul participaram de uma reunião no início da tarde e analisaram que não é uma alga tóxica e não apresenta perigo para os banhistas entrarem na água. Eles avaliam que o cheiro é de um óleo que a alga libera para flutuar.

O secretário do meio ambiente de São Francisco do Sul, Cláudio Rudolfo Tureck, acredita que a mancha não vai atrapalhar o movimento do feriadão. — Como a previsão para o fim de semana é de vento sul, as algas podem se dissipar — prevê.

Pesquisadores da Univille e da secretaria do meio ambiente de São Francisco do Sul participaram de uma reunião no inicio da tarde e analisaram que não é uma alga toxica – Divulgação, Ibama

AN.COM.BR

Fonte: ClicRBS

FEIPLAR COMPOSITES & FEIPUR 2010

outubro 29th, 2010 by

Painel Náutico 2010
Data – 10 de novembro
Local – Expo Center Norte (1o andar), São Paulo, SP
Horário: 8h às 13h30
Haverá tradução simultânea
Sala 1
8h – Recepção aos participantes
8h10 – Mercado (a definir)
8h50 – Soluções completas Reichhold em gelcoats e resinas para barreira química e laminado estrutural
Palestrante: Dirceu Vazzoler, Reichhold (Brasil)

Resumo: A Reichhold apresentará o seu pacote completo de soluções para a indústria náutica, desde a recomendação das resinas de baixa contração para o processo de laminação, passando para a execução da barreira química com produtos de alto desempenho, até a indicação dos gelcoats mais apropriados e com alta performance para embarcações de pequeno a grande porte. A palestra será ministrada por Dirceu Vazzoler, do departamento de assistência técnica.

9h30 – Tecidos especiais reforçando seu negócio na direção certa
Palestrante:  Sinésio Osmar Baccan, OCV Technical Fabrics (Brasil)

Resumo: A Owens Corning – OCV apresentará uma visão geral dos tecidos unidirecionais e multi-axiais e manta moldável, suas características construtivas, propriedades e aplicações nos diversos segmentos de mercado, especialmente no mercado naútico.
Esta palestra será ministrada por Sinésio Osmar Baccan, gerente técnico da OCV Technical Fabrics. Baccan é formado em engenharia mecânica com pós-graduação em engenharia de produto e qualidade total. Atua no mercado de composites há 15 anos na área de desenvolvimento de novos produtos, processos e aplicações. Nos últimos anos, tem atuado na área de tecidos especiais e mantas moldáveis, produtos estes com alto valor agregado, e utilizados em aplicações especiais e de elevado requisito técnico e de qualidade.

10h – Uniconform, um novo reforço com 100% de vidro para os processos de moldes fechados
Palestrante: Manuela Astro , Owens Corning (EUA)
Resumo: A Owens Corning apresentará a manta Uniconform, um produto inovador para os processos de infusão, compressão, RTM e RTM Light. Trata-se de uma manta de filamentos contínuos altamente conformável no molde e com uma boa permeabilidade para ser usada na maioria dos processos de molde fechado. Sendo feita com 100% de fibras de vidro, sem nenhum aglomerante químico, o produto proporciona um ótimo acabamento e as propriedades mecânicas são superiores em comparação aos produtos tradicionais.
Neste mesmo evento, a Owens Corning também abordará os tecidos unidirecionais e multi-axiais e manta moldável, suas características construtivas, propriedades e aplicações nos diversos segmentos de mercado, especialmente no mercado naútico.
10h30 – Coffee-break
10h50 – Estruturas sandwich
Palestrante: Cassio Zampol, 3A Composites/Baltek/Abcol (Brasil)

Resumo: Nesta apresentação, o objetivo é mostrar ao público conceitos e definições relacionadas à estruturas sandwich (sanduíche). Também serão abordados os materiais envolvidos, conceitos de estrutura, benefícios e vantagens. Serão mostrados, ainda, comparativos entre estruturas sandwich e estruturas compostas convencionais (resina + fibra de vidro). Os participantes tamém poderão ver aplicações práticas e fotos de montagens.
A palestra será feita por Cassio Zampol, engenheiro de aplicações da 3A Composites/Baltek. No Brasil, estes produtos são comercializados pela Abcol.

11h30 – Gelcoat Ferro Enamel com baixa emissão de estireno e excelente brilho
Palestrante:  Representante Ferro Enamel (Espanha) e Luiz Orro, Composites Brasil

Resumo: A Composites Brasil terá sua apresentação focada nas tecnologias de gelcoat Ferro Enamel com baixa emissão de estireno e também abordará os gelcoats com excelência em brilho. Além disso, serão mostradas soluções para processos de transformação em RTM voltados para embarcações de pequeno porte e suas resinas dedicadas.
A palestra será ministra por um técnico da Ferro Enamel, uma das mais importantes fabricantes de gelcoat em todo o mundo, em conjunto com Luiz Orro, diretor da Composites Brasil.

12h10 – Soluções para os problemas de osmose e acabamento superficial
Palestrante: Linda Bergstrom, gerente técnica da CCP – USA

Resumo: explicará o panorama do  gelcoat barreira química, largamente utilizado no mercado norte-americano e pouco utilizado no Brasil.
Outra novidade da Cray Valley será a apresentação de um novo gelcoat, específico para o segmento náutico, que também oferece excelente performance no processo de infusão

12h50 – Resolva seus problemas de mapeamento de fibras, redução de peso e bolhas – Fazendo soluções produtivas com FSP

Palestrante: Márcio Bozzo, Cromitec (Brasil)

Resumo: Esta apresentações abordará as soluções produtivas conferidas pelo FSP para os problemas de mapeamento de fibras, redução de peso e bolhas. A linha FSP pode ser usada como camada de verdadeira barreira físico/química, material de núcleo, antibolhas para aplicação nos ângulos nas peças e moldes, dentre outras formas na produção de embarcações náuticas.
O FSP-Fiber Spray Putty, uma linha de produtos da empresa francesa Euromere, é um composto de resinas especiais, fibra de vidro, microesferas e aditivos para uso em composites. Sua aplicação confere aos moldes e peças finais mais leveza e rapidez no processo. Na versão barreira, impede o processo de osmose, o que evita a formação de bolhas (blister) e sem mapeamento (printing). A versão material de núcleo proporciona rigidez e leveza estrutural com elevada produtividade. A versão antibolhas confere melhor acabamento nas peças, maior rapidez de fabricação, melhor aspecto superficial sem a necessidade de retoques, sem contração, com baixa exotermia (mesmo em grandes espessuras aplicadas) e sem bolhas nos ângulos. A linha FSP é produzida no Brasil pela Cromitec.
Márcio Bozzo é engenheiro químico com pós-graduação em marketing e especialização em engenharia de petróleo & gás. Tem experiência de 26 anos em composites.

O tempo muda em SC, entre a sexta-feira (29) e o sábado (30)

outubro 28th, 2010 by

Alerta da Defesa Civil

sirene_ativa

O rápido deslocamento de uma frente fria, associada a um cilcone extratropical na altura do Uruguai, provoca pancadas de chuva moderada a forte com trovoadas no Oeste entre a noite de sexta-feira (29) e o início da manhã de sábado (30), com risco de temporal isolado e queda de granizo. Nas demais regiões, a instabilidade e a chuva ocorre a partir da madrugada de sábado.

Fonte: Ciram (www.ciram.com.br)

Alerta para o Mar: mar muito agitado com ondas de 2.0 a 3.0m na sexta-feira e sábado com risco para navegação e atividades de pesca. No domingo (31), a altura de onda diminui.

Recomendações da Defesa Civil:

No caso de  ventos fortes ou tempestades: a recomendação da Defesa Civil é para que as pessoas procurem abrigo em locais seguros; e evitem o trânsito em locais abertos, próximo a árvores, placas ou objetos que possam ser arremessados.

Alagamentos: a população deve evitar contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Se houver granizo é aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, ao exemplo dos banheiros das residências, fechar janelas e portas, e não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos.

Deslizamento de terra: as pessoas devem observar qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências e inclinação de postes e árvores. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 3244-0600 ou 4009-9816.

Foto do dia

outubro 27th, 2010 by

Puerto Madero, Buenos Aires.

Fragata A.R.A. Presidente Sarmiento.

Antigo Navio-escola que virou um belo museu da Armada Argentina, que está comemorando 200 anos.

Foto: Ararê

Feira de Verão – Os melhores barcos seminovos

outubro 27th, 2010 by

Itajaí deve gerar mais de mil empregos com a instalação da Azimuth-Benetti

outubro 26th, 2010 by
Itajaí, em Santa Catarina, deve se tornar o pólo náutico brasileiro com a construção das estruturas definitivas do estaleiro da Azimut-Benetti, nos próximos anos. O Terminal Portuário de Itajaí é hoje um dos maiores e mais completos complexos portuários privados do país.

A grande responsável pela inserção da Azimut-Benetti no mercado náutico nacional é a YachtBrasil, empresa referência no comércio e representação de embarcações. A YachtBrasil possui mais de 20 pontos de atendimento espalhados em toda a costa brasileira e representa os estaleiros Azimut-Benetti e Sea Ray.

O mercado náutico de lazer e de esporte envolve 151 estaleiros nacionais. Só no Brasil são vendidos mais de 14 mil barcos a cada ano. A força do setor foi sentida de perto pela YachtBrasil, já que em 2010 teve o país como o seu principal mercado de venda das embarcações.

Quando estiver em plena capacidade, o estaleiro de Itajaí irá produzir até 100 barcos por ano, oferecendo seis modelos diferentes à clientela local, quatro modelos até 24m (80ft) e dois de até 30m (100ft).

Fonte: Portal Naval

Mais um furacão no Mar do Caribe

outubro 24th, 2010 by

Tempestade Tropical Richard se transforma em furacão

Richard tem ventos 140 km/h e passou a 155 km ao leste de Belize City.
Ele é o décimo furacão da temporada.

A tempestade tropical Richard se fortaleceu e transformou-se em um furacão sobre o Mar do Caribe neste domingo, um caminho que poderia levá-lo para o Golfo do México, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. Richard, que estava indo em direção a Belize e à península de Yucatán, México, foi o décimo furacão da movimentada temporada de tempestades do Atlântico em 2010.

Cinco desses furacões foram considerados grandes, mas os Estados Unidos escapou de um impacto significativo. Richard, acumulando ventos máximos de 140 km por hora, foi localizado a cerca de 155 km ao leste de Belize City.

Nas suas previsões na faixa de cinco dias, o Centro de Furacões baseado em Miami viu Richard entrando no sudoeste do Golfo do México na terça-feira depois de cruzar a península de Yucatán.

Isso levantou a possibilidade de que a tempestade poderá ameaçar a concentração de instalações de petróleo e gás dos EUA no norte do Golfo do México e a costa norte-americana do Golfo.

Imagem de satélite mostra a passagem da tempestade Richard, que virou furacão, pelo Caribe

Imagem de satélite mostra a passagem da tempestade Richard, que virou furacão, pelo Caribe (Foto: AP)

Fonte: G1