Entrar



Archive for março, 2011

A lua…

março 20th, 2011 by

Lua cheia

março 19th, 2011 by

Para quem ainda não sabe, hoje a lua está mais próxima da Terra.


O tsunami na Califórnia – EUA

março 19th, 2011 by

Incrível vídeo do tsunami chegando em uma marina na Califórnia, 14 horas depois do terremoto no Japão.

Vi lá no popa.com.br.

Conversas marinheiras

março 19th, 2011 by

NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA, DIA 21/03/2011, ÀS 19:00, NA SALA DA ESCOLA DE VELA, O NAVEGANTE RODOLFO CALCAGNI, DO CIRCULO DE PATRONES DE IATE DE ROSARIO, FARÁ UMA APRESENTAÇÃO SOBRE SUA EXPERIÊNCIA NÁUTICA. COMO CONTRUIU SOZINHO SEU VELEIRO DE AÇO DE 34 PÉS, CONVENCEU MULHER E FILHOS A EMBARCAREM RUMO AO CARIBE, CULMINANDO COM A TRAVESSIA EM SOLITÁRIO DAS ILHAS CANÁRIAS AO BRASIL EM 45 DIAS.

O Circulo de Patrones de Iate de Rosario reúne navegadores de embarcações a vela e a motor, com o objetivo comum de fomento e divulgação dos esportes náuticos, capacitação técnica e marinheira, organização de conferências e palestras audiovisuais sobre temas técnico-culturais náuticos e da defesa de nosso ecossistema (http://www.cpyr.com.ar).

Atenciosamente,

Giovani Dal Grande

Diretor de Cruzeiro

Sérgio da Costa Ramos

março 18th, 2011 by

E as marinas?


Navegar, ao contrário do que apregoam certos agentes do atraso, não é privilégio elitista. O mar aceita tudo o que flutua -caiaques, bateiras,  canoas bordadas, baleeiras ou vaporetos. A retirada de Dunquerque foi feita até sobre “jangadas” de uma tábua só. O mar é hospitaleiro, aceita barco a vela, a motor e a remo.

Mas necessita de “estacionamentos”, nos quais o dono possa melhor amarrar o seu “Fusca” ou o seu “Rolls-Royce”. A ilha com o menor índice de marinas por costa de mar -nenhuma – reflete também a inércia do poder público, que nada faz para mudar esse panorama.

Feijoada

março 18th, 2011 by

Abandonado

março 16th, 2011 by

Esse afundou no seco…

Tirei daqui.

Mar permanecerá agitado

março 15th, 2011 by

O mar permanece agitado no Litoral Catarinense até a quarta-feira (16), com altura de onda entre 1.5 a 2.0m próximo a costa e picos de 2.5 a 3.0m em áreas mais afastadas. Desconselha-se atividades de pesca e navegação de pequenas e médias embarcações.

Fonte: Ciram ( www.ciram.com.br)

Com ondas de 2 m, mar agitado assusta moradores em SC

março 15th, 2011 by

A aproximação de um ciclone extratropical provocou ondas superiores a 2 m e deixou o mar agitado nas praias de Florianópolis nesta terça-feira. Os moradores da praia da Armação do Pântano do Sul, que teve mais de 15 casas destruídas pelo mar em 2010, se assustaram com a ressaca. Hoje, as ondas chegaram a passar sobre o muro de pedras construído para conter o avanço da água.

No principal ponto da praia, pedras e pedaços de madeira chegaram a ser levados para a escadaria que dá acesso à areia. Apesar das ondas, não houve registro de estragos.

No Campeche e no Morro das Pedras, a água avançou em praticamente toda a faixa de areia. Com o mar muito agitado, nem mesmo surfistas se arriscaram nas ondas. As embarcações de pescadores não deixaram a costa nestes últimos três dias.

De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais do estado, ondas com mais de 3 m de altura foram registradas em áreas mais afastadas do litoral. O órgão emitiu um alerta para que banhistas e pescadores evitem sair para o mar.

A ressaca é causada pela influência de áreas de instabilidade que atuam no oceano. Nesta quarta-feira, o mar continuará agitado em todo o sul do País.

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis
Fonte: Terra

Praia da Armação do Pântano do Sul foi uma das mais afetadas em Florianópolis. Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra

Com o mar muito agitado, nem mesmo surfistas se arriscaram nas ondas  Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra
.

Fortes rajadas de vento atingem a Grande Florianópolis

março 14th, 2011 by

Velocidades ficam por volta de 60km/h

A Grande Florianópolis amanhaceu sob fortes rajadas de ventos nesta segunda-feira. As estações meterológicas da Central RBS de Meteorologia registraram velocidades por volta de 60h/km, na Capital. Por isso, o mar fica agitado e coloca em risco à nagevação.

Segundo Marcelo Martins, meteorologista da Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora as condições climáticas, as fortes rajadas devem predominar ao longo de toda a segunda-feira, variando a intensidade. Isso acontece por causa da passagem de uma frente fria pelo Litoral. As ondas podem chegar entre três e quatro metros na costa.

DIÁRIO CATARINENSE