Entrar



Archive for setembro, 2011

5 Passeio Amigos do Jet

setembro 29th, 2011 by

.

Sábado, 01 de outubro, as 08:00 horas na Marina Pier 33.

Mobilidade na Ilha

setembro 28th, 2011 by

Por Sérgio da Costa Ramos – ClicRBS

“Quinze quilômetros por hora. É a média da velocidade com que se move o trânsito de Florianópolis, entre a Ilha e o Continente, nos horários de pico. O gargalo é ainda maior do que o que se produz nos cruzamentos entre as avenidas de Manhattan e suas  perpendiculares, um dos labirintos mais “imóveis” da terra. Obras anunciadas –  como a passagem subterrânea ao lado do Terminal Central (Ticen), evitando o confronto de veículos e pedestres  – ressurgem nas campanhas eleitorais, para sofrerem imediato arquivamento, depois que o governante assume.”

E o transporte náutico cada vez mais esquecido e ignorado pelos governantes, que acham que duplicar ruas e estradas resolve alguma coisa.

Saltando de um barco…

setembro 28th, 2011 by

.

.

Rowan Atkinson anda de jet ski e promove novo filme

setembro 27th, 2011 by

Fotos: Getty Images

Em Berlim para promover seu novo filme, O Retorno de Johnny English, o ator Rowan Atkinson, imortalizado pelo papel de Mr. Bean, andou de jet ski e posou ao lado de um automóvel Rolls Royce nesta terça-feira (27).

O longa é uma paródia da sequência 007 e conta a história de Johnny English (Rowan Atkinson), o principal espião do MI7, que passou a usar suas habilidades em uma remota região da Ásia. Quando seus superiores tomam conhecimento do plano de um atentado contra o premier chinês eles resolvem entrar em contato com English, para que possa agir no caso.

Esta é sua grande chance de redenção, devido a um erro cometido no passado. Desta forma, English usa seus aparelhos de alta tecnologia para desmascarar uma conspiração antes da realização de uma conferência de chefes de estado, prevista para daqui a poucos dias.

Fonte: Terra

Fotos

setembro 26th, 2011 by

As imagens de Alexander Safonov impressionam até quem não é lá tão fascinado pelos peixes. O fotógrafo e mergulhador russo começou a experimentar a fotografia subaquática em 2004 e não parou mais. Safonov mergulha e clica os animais marinhos em diversas partes do mundo, como África do Sul, Fiji e Ilhas Galápagos.

Veja algumas fotos.

.

.

.

.

.

.

.

Fonte: Globo.com

Piçarras faz etapa decisiva do Jet Waves

setembro 25th, 2011 by

Foto: Mauricio Brandão

O Balneário Piçarras, no litoral catarinense, vai receber pelo terceiro ano consecutivo a decisão do Jet Waves World Championship (campeonato de manobras com jet ski nas ondas). A 13º edição do evento será realizada de 21 a 23 de outubro, na praia Norte.  Além dos pilotos brasileiros, devem participar competidores da França, Estados Unidos, Alemanha, Japão, África do Sul, Itália, Reino Unido e Argentina.

A primeira etapa da competição foi realizada de 3 a 5 de junho, na praia de Montalivett, na França e o vencedor foi o piloto da casa, Pierre Maixent, que busca o tetracampeonato. A segunda etapa aconteceu de 9 a 11 deste mês, em Pacific City, no Oregon (EUA) e o norte-americano Ross Champion, bicampeão em 2008 e 2009, levou o título. A terceira e decisiva etapa será disputada no litoral catarinense, como acontece desde 1999.

O presidente da Federação de Esportes Radicais, Marcelo Brandão (Tchello), acredita que a etapa decisiva do 13º Jet Waves World Championship será empolgante.

– O campeonato esse ano está muito equilibrado, os competidores estão se empenhando nos treinamentos e pelo que apresentaram nas etapas francesas e norte-americana. O público de toda região, que costuma prestigiar o evento, tem bons motivos para comparecer mais uma vez – destaca.

Tchello também lembra a tradição de Balneário Piçarras nas competições de jet ski.

– Há vários anos a cidade é uma referência das disputas da modalidade. A prefeitura nos dá um importante apoio para a realização da etapa brasileira do Jet Waves World Championship. Entre os  brasileiros teremos as presenças de representantes de Santa Catarina, São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Bahia – acrescenta.

Os participantes do 13º Jet Waves World Championship serão divididos nas categorias Amador e Open. A pontuação também será válida para o Campeonato Brasileiro.

Mais informações no site oficial do evento.

Fonte: Blog Mar Aberto

Primavera

setembro 24th, 2011 by

Finalmente o inverno foi embora…


Tubarões

setembro 22nd, 2011 by

Tubarões:
Boa e má notícia. Qual você quer primeiro?

Texto de Marcelo Szpilman*

Nessa semana recebi duas notícias relevantes relacionadas aos tubarões, uma boa e uma ruim. Qual você quer primeiro? Comecemos pela boa.

* Substância encontrada em tubarão tem potencial antiviral humano (veja links abaixo)

Não é de hoje que a biologia e a medicina estudam e pesquisam na Natureza substâncias biodinâmicas com potencial farmacêutico. Essa notícia mostra, mais uma vez, o quanto a biodiversidade marinha pode ser útil para humanidade ao possibilitar a descoberta de novas substâncias com poder curativo.

A boa notícia diz que, de acordo com o estudo conduzido pelo Centro Médico da Universidade Georgetown, nos Estados Unidos, publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences no dia 19 de setembro, o composto esqualamina, sintetizado, desde 1995, em um processo não envolvendo tecido natural de tubarão, foi testado no tratamento de câncer e distúrbios oculares diversos e, em experimentos realizados, demonstrou atividade antiviral contra vírus que variam de dengue e febre amarela a hepatite B, C e D.

Para acessar a notícia

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/978489-substancia-encontrada-em-tubarao-detem-virus-da-hepatite-b.shtml

http://ciclovivo.com.br/noticia.php/3406/composto_de_tubarao_tem_potencial_para_tratar_tumores_humanos

Como eu já dizia em meu livro Tubarões no Brasil (2004): “Pesquisas desenvolvidas nos EUA com o cação-bagre (gênero Squalus) têm fornecido pistas interessantes para a medicina. A proteína esqualamina, encontrada no estômago, fígado e vesícula biliar desse tubarão, já demonstrou inibir o crescimento de tumores em cérebros humanos. Descobriu-se também que quase todas as células de seu corpo contêm um poderoso antibiótico. Esse novo composto, uma substância química da mesma família do colesterol, não pertence a nenhuma classe de antibiótico conhecido. Surpreendentemente, ele se mostrou bastante efetivo contra um grande espectro de micróbios, incluindo fungos, bactérias e parasitas. Uma versão sintética desse antibiótico vem sendo testada em uma grande variedade de doenças humanas.”

Ou seja, os tubarões podem vir a salvar nossas vidas, se já não estiverem extintos, é claro. O que nos remete à má notícia (abaixo).

* Comprovada a extinção de uma espécie de tubarão no litoral brasileiro

Venho ao longo dos últimos anos alertando que já temos 43% das nossas espécies de tubarão com algum grau de risco de extinção e que nas próximas décadas algumas, infelizmente, estarão extintas. Para minha tristeza e, acredito, para muitos também, no trabalho recém-publicado no jornal Biological Conservation, Osmar Luiz Jr e Edwards Alasdair, que realizam pesquisas sobre a ecologia dos peixes do Arquipélago de São Pedro e São Paulo, comprovaram a extinção de uma população de tubarões-das-Galápagos no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, situado na região Norte do Brasil.

E ninguém melhor para falar sobre o assunto do que o próprio Osmar Luiz Jr. Nesse sentido, pedi a ele que fizesse um resumo do problema. Veja a seguir.


a) Tubarões sempre existiram em grande abundância no Arquipélago de São Pedro e São Paulo, cuja excepcional quantidade foi notavelmente registrada por navegadores e exploradores durante mais de 150 anos, incluindo Charles Darwin durante sua viagem no HMS Beagle. A impressão geral é de que os tubarões ocorriam no Arquipélago em quantidades extraordinárias, segundo relatos de viajantes experientes e acostumados a vida no mar. A espécie de tubarão foi identificada como sendo o Tubarão-das-Galápagos (Carcharhinusgalapagensis) em uma das últimas expedições em que esta espécie foi avistada.


O Arquipélago é um ponto de referência histórico nas navegações que cruzavam o Atlântico no passado. Por conta disso, vários exploradores e navegadores possuem relatos em seus diários sobre o local. Uma das coisas que mais chama a atenção nestes relatos é a descrição de quantidades absurdas de tubarões. Estes tubarões foram identificados posteriormente como Carcharhinus galapagensis e como a população principal do Arquipélago. Outras espécies podem ocorrer esporadicamente por lá, como o tubarão-baleia e o tubarão-martelo, mas são só de passagem. População residente mesmo só a de Carcharhinus galapagensis, que não existe mais, e a de Carcharhinus falciformis (Lombo-preto), que era vista no Arquipélago até 1993 e agora também pode ser considerada extinta funcionalmente (não exerce mais sua função ecológica), pois as únicas avistagens são exemplares de mar aberto capturados pelos barcos de pesca.


b) Após o estabelecimento da estação de pesquisa em 1998 pela marinha do Brasil, o monitoramento ambiental no Arquipélago foi iniciado de maneira continuada, porém em mais de 10 anos de visitas, incluindo 13 expedições especialmente realizadas para o levantamento da fauna de peixes do local, nunca mais se viu um Tubarão-das-Galápagos por lá.

c) Análises estatísticas aplicadas à quantidade, e a disposição dos registros históricos associados às observações realizadas na última década, dão suporte à conclusão de que o Tubarão-das-Galápagos foi extinto no Arquipélago. Um fato que certamente deixariam surpresos os navegadores do passado que lá estiveram e viram milhares destes animais ao redor das ilhas. Estas análises também sinalizam que o início do declínio populacional dos tubarões “coincide” com o início da pesca comercial no Arquipélago, provendo um forte indício de que a pesca teve um papel fundamental neste processo.

d) Duas conclusões principais emergem deste estudo: 1. Em menos de quatro décadas, a pesca comercial no Arquipélago de São Pedro e São Paulo conseguiu levar à extinção uma espécie que era extremamente abundante durante quase dois séculos. Esse fato vem sendo deliberadamente ignorado por quem defende a pesca no Arquipélago como sustentável. 2. Este estudo demonstra a importância de se incorporar registros históricos em avaliações de impactos humanos em ambientes marinhos. Se todo o nosso conhecimento sobre a fauna do Arquipélago de São Pedro e São Paulo fosse baseada apenas nas pesquisas iniciadas após o estabelecimento da estação científica, estaríamos correndo o risco de concluir que estes tubarões nunca teriam existido no local. Este foi o primeiro estudo a utilizar esta análise, chamada de “ecologia histórica”, aplicada a conservação marinha no Brasil. Muito mais ainda precisa ser feito.

Eu diria ainda que o estudo serve para confirmar cientificamente aquilo que o Projeto Tubarões no Brasil vem alardeando: a sobrepesca e a pesca predatória dos tubarões, incluindo o finning, estão acabando com as populações de tubarões ao redor do Planeta. Os tubarões exercem um papel crucial na manutenção da saúde e do equilíbrio da vida nos mares. Sem esses guardiões dos oceanos, teremos um ambiente doente e frágil e os decorrentes desequilíbrios nos ecossistemas marinhos serão imprevisíveis e catastróficos para a humanidade.


Proteger os tubarões é proteger a vida, é proteger a nós mesmos!

Projeto Tubarões no Brasil (PROTUBA)

Instituto Ecológico Aqualung
Rua do Russel, 300 / 401, Glória, Rio de Janeiro, RJ. 22210-010
Tels: (21) 2558-3428 ou 2558-3429 ou 2556-5030
Fax: (21) 2556-6006 ou 2556-6021
E-mail:  instaqua@uol.com.br
Site: http://www.institutoaqualung.com.br

Apoio FUN DIVE


*Marcelo Szpilman, Biólogo Marinho formado pela UFRJ, com Pós-Graduação Executiva em Meio Ambiente (MBE) pela COPPE/UFRJ, é autor dos livros GUIA AQUALUNG DE PEIXES, AQUALUNG GUIDE TO FISHES, SERES MARINHOS PERIGOSOS, PEIXES MARINHOS DO BRASIL, e TUBARÕES NO BRASIL, e de várias matérias e artigos sobre a natureza, ecologia, evolução e fauna marinha publicados nos últimos anos em diversas revistas e jornais e no Informativo do Instituto. Atualmente, Marcelo Szpilman é diretor do Instituto Ecológico Aqualung, Editor e Redator do Informativo do citado Instituto, diretor do Projeto Tubarões no Brasil (PROTUBA) e membro da Comissão Científica Nacional (COCIEN) da Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos (CBPDS).

Vi no Blog: Guia Radical

Polícia Federal apreende uma tonelada de peixe ao flagrar pesca ilegal na Reserva do Arvoredo

setembro 22nd, 2011 by

Três embarcações foram apreendidas e 16 pessoas acabaram detidas

Foto:Julio Cavalheiro / Agencia RBS

Três embarcações e uma tonelada de peixes foram apreendidas nesta quinta-feira na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, na Grande Florianópolis. Uma operação conjunta entre a Delegacia de Polícia Marítima da Polícia Federal e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) flagram a prática de pesca ilegal no início da manhã.

A polícia e o ICMBio receberam informações que o crime ambiental estaria ocorrendo na região da reserva. Por isso, montaram a força-tarefa e rumaram para a região na madrugada desta quinta-feira. Três barcos acabaram flagrados. Eles já haviam pescado cerca de uma tonelada de peixe.

A PF deteve 16 pessoas, entre elas os três comandantes, que responderão por crime ambiental, além de receber uma multa, que varia de R$ 50 mil a R$ 50 milhões. Dois proprietários dos barcos não estavam durante a pesca, mas também serão responsabilizados pela prática ilegal.

Os barcos e o material apreendido devem chegar à  Delegacia de Polícia Marítima, em Florianópolis, no início da tarde desta quinta-feira.

Saiba mais sobre a Reserva do Arvoredo

— A Reserva Biológica Marinha do Arvoredo é composta pelas ilhas costeiras Arvoredo, Deserta, Galé e pelo rochedo Calhau de São Pedro, a Norte de Florianópolis. A área de 17,8 hectares dista a 11 quilômetros do continente e é protegida por decreto Federal.

— Sua região de entorno abrange os municípios de Florianópolis, Governador Celso Ramos, Tijucas, Bombinhas, Porto Belo e Itapema. Com exceção de Florianópolis, todos os outros municípios da região de entorno possuem sua economia baseada na pesca e no turismo.

— A criação da reserva visa proteger os ecossistemas da região costeira ao norte da ilha de Santa Catarina, suas ilhas e ilhotas, águas e plataforma continental com todos os recursos naturais associados.

— A visitação pública só é permitida em caráter educacional e ou científico, e depende de autorização prévia do órgão responsável pela administração da unidade.


DIÁRIO CATARINENSE

Escuna encalha na Praia de Copacabana, no Rio

setembro 19th, 2011 by

Vendaval no sábado (17) afetou a parte mecânica.
Embarcação permanece encalhada na areia nesta segunda-feira (19).

Foto: Amadeu Bocatios/ Futura Press

Uma escuna está encalhada na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, desde sábado (17).  Segundo a proprietária, Maria Cristina, da empresa Orlando Tur, a embarcação seguia em direção às Ilhas Cagarras com 15 pessoas a bordo, quando um vendaval afetou a parte mecânica, fazendo com que a escuna ficasse à deriva.

O Grupamento Marítimo foi acionado e resgatou os passageiros em alto-mar. Segundo os bombeiros, ninguém ficou ferido. A escuna acabou sendo levada pelo vento até a praia, onde permanece encalhada. Segundo bombeiros, a Capitania dos Portos informou que a responsabilidade pela retirada da embarcação da praia é do proprietário.

Fonte: G1