Entrar



Conheça mais sobre a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim

sexta-feira, dezembro 17th, 2010 by

Local faz parte do sistema triangular de defesa que protegia a capitania de Santa Catarina

As muralhas espessas e as edificações dispersas em diferentes níveis foram construídas com matérias-primas da própria região, com exceção dos elementos de cantaria e do lioz – uma espécie de mármore português, que foi usado nas bases do canhões e nas escadarias. A Fortaleza de Anhatomirim – localizada na ilha de mesmo nome, em Governador Celso Ramos – tem traços de influência renascentista.

Com a construção iniciada em 1739 e concluída cinco anos mais tarde, a Fortaleza – junto com as  de São José da Ponta Grossa e a de Santo Antônio de Ratones – faz parte do sistema triangular de defesa que protegia a então capitania de Santa Catarina, governada pelo brigadeiro José da Silva Paes.

Localizada estrategicamente na entrada da Baía Norte, o forte, que oficialmente se chama Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, nunca chegou a cumprir suas funções militares, nem mesmo quando o Brasil foi invadido por espanhóis, em 1777. Por causa disso, caiu em descrédito e ficou desativada até 1884, quando passou a ser utilizada como prisão.

Em 1907, a fortaleza passou a pertencer à Marinha e, 25 anos depois, em 1932, foi usada como prisão. Depois disso, foi usada como base até o final da segunda Guerra Mundial. Ao fim da guerra, porém, ficou obsoleta com o surgimento de novas tecnologias militares. Ainda sobre a tutela da Marinha, ficou desativada até 1960.

A partir daí, ficou praticamente abandonada até que, em 1979, a Universidade Federal de Santa Catarina assumiu a responsabilidade sobre a fortaleza, que reabriu para visitação em 1984. Hoje em dia, fica aberta de segunda a domingo, das 9h às 18h, pelo preço de R$ 8, com meia entrada para estudantes e entrada gratuita para crianças até cinco anos e idosos.

Como chegar:

O acesso à Fortaleza se dá, obrigatoriamente, pelo mar. No Km 185 da BR-101, em Tijuquinhas, é preciso andar mais oito quilômetros até a praia do Antenor. Lá, é possível encontrar algum barco disponível que faça a travessia, de 600m, até a Ilha de Anhatomirim.

Outra opção, saindo de Florianópolis – do trapiche da Beira Mar Norte ou de Canasvieiras –, são os passeios de escuna que navegam pela região.

Forte fica na Ilha de Anhatomirim, em Governador Celso Ramos – Juliana Herling

Fonte: HAGAH SC

3 Responses to “Conheça mais sobre a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim”

  1. Da ilha disse:

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH!!!!
    Florianópolis já tem gente demais demais demais, porraaaaaa! eu sei que a gente aqui vive do turismo e tal, mas no verão tem muuuuita gente e a infra-estrutura da cidade não está dando conta. Aqui não é tão paraíso quanto todos de fora pensam, é uma cidade pequena com problemas de cidade grande. Há muita criminalidade, a polícia aqui é mediocre, o prefeito é um ladrão sem vergonha, o transito está um caos, as praias estão ficando poluídas. Venham fora da temporada, é melhor. Garanto.

  2. Branco disse:

    se muda daqui entao

  3. dahan disse:

    se muda daqui então [2] kpsakosaopksakopsopkakopsakopasopkkopsapkosaopkkopsa