Entrar



Mar radioativo

quinta-feira, outubro 27th, 2011 by

Fukushima registra maior contaminação marinha da história

Além disso, como a região tem uma das mais potentes correntes marítimas do mundo, a radioatividade se espalhou em direção ao Oceano Pacífico

Imagem capta momento da explosão nuclear em Fukushima (AFP)

O acidente nuclear de Fukushima, ocorrido em março deste ano, provocou a maior contaminação radioativa marinha da história, segundo informou nesta quinta-feira o Instituto de Pesquisa de Segurança Nuclear da França (IRSN). O levantamento mediu a quantidade do composto radioativo césio 137 lançado na água do mar entre 21 de março e meados de julho.

“Esta é a maior quantidade desse radioisótopo artificial presente em meio marinho”, concluiu o instituto em comunicado. Além disso, a localização da usina de Fukushima permitiu uma dispersão excepcional desse elemento. Como a região tem uma das mais potentes correntes marítimas do mundo, a poluição radioativa se espalhou em direção ao Oceano Pacífico.

Por outro lado, a dispersão tem ajudado a diminuir a concentração de césio 137 no local o que, acreditam os especialistas, deve amenizar as consequências dos elementos radioativos nas águas. Logo após o acidente, foram registradas nas imediações da usina concentrações muito grandes de radioatividade, que foram caindo a níveis normais com o passar do tempo.

O ISRN afirmou, no entanto, que a poluição contida no solo pode se propagar até o mar, agravando a situação novamente. “Os resultados das medições mostraram uma persistência da contaminação de espécies marinhas, principalmente peixes que vivem no litoral de Fukushima. Portanto está justificado o estado de vigilância”, acrescentou a IRSN.

(Com agência EFE)

Fonte: Veja

One Response to “Mar radioativo”

  1. Bail Bond disse:

    Found your website from Yahoo, thank you for the great read.