Entrar



Holandesa de 16 anos conclui volta ao mundo sozinha

domingo, janeiro 22nd, 2012 by

Laura Dekker terminou em Saint Marteen, no Caribe, seu trajeto de 366 dias e 27 mil milhas náuticas percorridas

Recorde: holandesa de 16 anos é a mais jovem regatista a dar a volta ao mundo (Jean-Michel Andre/ AFP)

A holandesa Laura Dekker se tornou neste sábado a regatista mais jovem da história, com 16 anos e 123 dias, a dar a volta ao mundo sozinha ao chegar à ilha de Saint Marteen, no Caribe, após 366 dias de navegação e 27 mil milhas náuticas (50.031 quilômetros). A última etapa da viagem foi iniciada na Cidade do Cabo, na África do Sul, realizada em meio a alto-mar, com uma duração de 41 dias.

Laura realizou a travessia a bordo do Guppy, um veleiro de 11,5 metros de comprimento. Ela partiu de Saint Marteen em 20 de janeiro de 2011 para realizar seu desafio de volta ao mundo, que o Livro dos Recordes e o World Sailing Speed Records não reconhecerão como marca válida. Segundo ambos, a decisão foi tomada para não estimular jovens a se arriscarem em tentativas perigosas.

Quando desceu da embarcação neste sábado, a jovem chorou e depois cruzou o píer acompanhada pela mãe, pai, irmã e avós. “Houve momentos em que me perguntava: Que diabos estou fazendo aqui? Mas nunca quis parar, porque era meu sonho e eu queria realizá-lo“, declarou, emocionada.

Laura nasceu no navio de seus pais perto do litoral da Nova Zelândia e navegou pela primeira vez sozinha aos 6 anos. Aos dez, começou a sonhar com a volta ao mundo. Em seu trajeto, percorreu as Ilhas Canárias, Panamá, as Ilhas Galápagos, Tonga, Fiji, Bora Bora, Austrália, África do Sul e agora, Saint Marteen, seu ponto de saída e chegada.

Foto: Marco de Swart/AFP

Viagem – Ao contrário de outros jovens regatistas que recentemente deram a volta ao mundo, Laura ancorou repetidamente em vários portos ao longo do percurso para dormir, estudar e reparar seu veleiro. Entre os momentos mais delicados da viagem estão os 47 dias de travessia pelo Oceano Índico até Durban (África do Sul). Na chegada, a jovem teve de caminhar pelo píer porque começava a perder a sensibilidade nas pernas.

Laura iniciou a aventura dois meses depois que Abby Sunderland, um jovem regatista americano de 16 anos, foi resgatado no meio do Oceano Índico em uma tentativa parecida.

(Com agência EFE)

Fonte: Veja

Comments are closed.