Entrar



Dutch Riva restaura Lancha Riva Aquarama de Ferruccio Lamborghini

quinta-feira, outubro 24th, 2013 by

Após três anos de trabalho, a Dutch Riva anunciou a bem sucedida restauração da lancha Riva Aquarama de Ferruccio Lamborguini, criador dos carros Lamborguini.

Riva Aquarama

O modelo foi produzido pelo estaleiro entre 1962 e 1996 e foi o mais famoso design de Carlo Riva, ganhando a reputação de Ferrari do mercado náutico. Seu casco todo em madeira é inspirado na americana Chris Craft, com linhas suaves e elegantes. O cockpit é todo em couro branco e turquesa.

O estaleiro não limitou o trabalho nos barcos, colocando seus funcionários para dedicar mais de 3.000 horas em alguns barcos e usando 30 microns de cromo nas lanchas, o que levava os barcos a custarem 250 mil libras, o que um modelo restaurado custa hoje.

No total foram construídos 769 Rivas Aquarama, que foram para mãos de personalidades como aotor britânico Peter Sellers, o Príncipe Rainer de Mônaco e, é claro, Ferruccio Lamborguini, que comprou o casco nº278, construído em 1968.

A lancha demorou três meses para ficar pronta e o proprietário participou ativamente do processo, se envolvendo até na escolha do motor. Insatisfeito com os motores padrão V8, o empresário do setor automobilístico pegou dois 350 bhp 4.0 V12 Lamborghini usados na Lamborghini 350 GT e os adaptou para o barco.

Restauração

Depois de anos, um colecionador encontrou a Riva Aquarama de Lamborguini e, há três anos, entregou a lancha ao estaleiro nos Países Baixos, que o restaurou. A carpintaria precisava de atenção: foi reparada, lixada e teve 25 revestimentos aplicados. O cromo foi polido; os botões e interruptores desmontados e restaurados; e os assentos foram estofados novamente em novo couro para combinar com o velho.

Para garantir que todos os elementos estivessem corretos, Sandro Zeni, dona da Dutch Riva, fez frequentes viagens à Itália para checar os detalhes, o que foi especialmente importante no caso da, que precisava de uma restauração completa.

“Um dos dois motores originais do riva podem ser vistos no Museu Ferruccio Lamborghini, na Itália, mas, infelizmente, não estava a venda para este projeto,” explica Zani.

“É por isso que trouxemos dois novos motores V12 e os convertemos para que eles estivessem completamente adequados para serem usados em um barco. Graças ao Museu Ferruccio Lamborgini, nós pudemos desmontar e recriar várias partes originais do motor. Além disseo, Lino Morosini, que há 45 anos era o chefe da divisão de motores da Riva e um dos pais da Aquarama Lamborguini, nos forneceu informações adicionais com as quais conseguimos adaptar os motores V12 com um circuito fechado projetado especialmente, para que eles estivessem em conformidade com os exemplares originais,” completa Sandro Zani.

A Riva Aquarama restaurada está equipada com dois Lamborghini 4.0 V12 com seis duplas de carburadores de 350 bhp, alcançado a velocidade máxima de 48 nós.

Depois da restauração, o barco foi levado à Itália e posto à prova por seu criador Carlo Riva, no Lago de Iseo, onde foi construído.

Redação Bombarco
Fonte: Yacht News
Fotos: Reprodução/Yacht News

Fonte: Bombarco.com.br

Comments are closed.